Lectio Divina

Deve recordar-se que «ignorar as Escrituras é ignorar Cristo». No processo de amadurecimento espiritual, um lugar eminente está reservado à relação com a Palavra de Deus, que antesde tornar-se pregação deve ser acolhidaprofundamente no coração, «sobretudo no contexto da “nova evangelização”, a qual a Igreja hoje é chamada». Ela é uma referência contínua para a vida do discipulado e da configuração espiritual a Cristo Bom Pastor. Os seminaristas precisam ser introduzidos gradualmente no conhecimento da Palavra de Deus, atravésdo método da Lectio Divina. Uma meditação quotidiana e profunda, praticada com fidelidade e diligência, na qual convirja também uma fecunda reciprocidade entre estudo e oração, poderá garantir-lhes uma abordagem integral seja ao Antigo como ao Novo Testamento. (RF, 103)

XXI Domingo do Tempo Comum (A)

AFIRMMAR COM VIDA21 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 16, 13-20.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Jesus sonda os discípulos sobre a ideia que d’Ele têm, primeiro as multidões, depois eles mesmos. Simão ousa uma resposta inspirada, aprovada pelo Mestre. Deste, recebe um novo nome e as “chaves do Reino” como missão e responsabilidade.

Continuar a ler

XX Domingo do Tempo Comum (A)

MIGALHAS CHEIAS DE DEUS20 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 15, 21-28.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Uma mulher estrangeira suplica a cura da filha mas Jesus parece insensível. Diante da insistência Jesus mostra querer reservar o “pão” aos judeus. Humilde mas firme, a mulher confia e diz contentar-se com “migalhas”. Jesus acaba por realçar a sua perseverança, marca de uma grande fé.

Continuar a ler

XIX Domingo do Tempo Comum (A)

CAMINHAR SEM CHÃO19 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 14,22-33.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Multiplicados os pães, Jesus obriga os discípulos a passarem à outra margem. Ventos contrários dificultam a travessia. Essa dura experiência, tanto coletiva quanto pessoal (Pedro), põe à prova a sua fé em Jesus que os reencontra caminhado sobre as águas.

Continuar a ler

XVIII Domingo do Tempo Comum (A)

MULTIPLICAR O CORAÇÃO18 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 14,13-21.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Ao receber a notícia da morte de João Batista, Jesus decide retirar-se para um lugar ermo. Ao chegar, depara-se com uma multidão que O espera. A compaixão de Jesus centra-O nas necessidades presentes, desafiando os discípulos a fazer o mesmo.

Continuar a ler

XVII Domingo do Tempo Comum (A)

QUE TESOURO ESCONDO?17 COMUM

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 13,44-52.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Concluímos as parábolas do Reino, em São Mateus (ver domingos anteriores). Jesus apela ao compromisso total com o Reino (simbolizados no tesouro e pérola descobertos). É Deus que se propõe a nós. Escolhemo-Lo?

Continuar a ler

XVI Domingo do Tempo Comum (A)

A PACIÊNCIA TUDO ALCANÇA16 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 13,24-43.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Porque permite Deus o mal no mundo e na Igreja? Em parábolas, Jesus aponta respostas. O trigo e o joio simbolizam o bem e o mal, dentro e fora de nós. O grão de mostarda e o fermento significam a eficácia, discreta mas real, do Reino de Deus.

Continuar a ler

XV Domingo do Tempo Comum (A)

SEMEAR AOS QUATRO VENTOS15 COMUM A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mt 13,1-23.
- Sublinho o importante; anoto o mais significativo.
Jesus conta uma parábola (pequena história com linguagem e imagens simples). Nesta, retrata um semeador que lança sementes em terrenos diversos, com diferentes resultados. Por fim (vv. 18-23), o seu sentido é explicado aos seus discípulos.

Continuar a ler

Mais artigos...