IV Domingo da Páscoa (A)

PORTA DE ESPERANÇA4 PASCOA A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Jo 10,1-10.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

Recorrendo à imagem da pastorícia, Jesus apresenta-se como a porta pela qual as ovelhas podem passar, seguras. Ele é o pastor, o único que as conhece pelo nome.

2. O que me diz Deus
- Que pensamentos e sentimentos despertam em mim esta passagem?
O Evangelho deste domingo – também chamado “do Bom Pastor” – revela a figura tão presente na Bíblia de Deus pastor do seu povo. Jesus assume-a para esclarecer a sua relação com os discípulos. Ele é o pastor anunciado pelos profetas. A imagem da porta indica que só por Ele chego à plenitude da vida. Por isso, este domingo é escolhido como Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Devo reconhecer Aquele que me chama pelo meu nome e segui-l’O para descobrir a “vida em abundância”. Tal é a vocação dos Filhos de Deus.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, são tantas as vozes que me assaltam. Não percebi que entraram por portas travessas. Não quero mais iludir-me. Apenas Tu tens a chave da minha morada interior. Só Tu me conheces e me chamas pelo meu nome: sou alguém para Ti.
Porém, como reconhecerei a tua voz se não me habituo a escutá-la!? Dá-me a graça de buscar a tua proximidade, de viver na tua intimidade, pela oração e prática da caridade. És o Pastor que caminha à minha frente, abrindo caminhos novos de esperança. Entre inseguranças passadas e incertezas futuras, conduz-me. Dá-me a generosidade e coragem para Te seguir e imitar, no bem, na verdade e justiça.
És a porta de acesso a uma vida nova, uma vida em abundância. Esse é o teu desejo. E tampouco poderia sonhar melhor. Haverá em mim espaço suficiente para acolher essa oferta? Desfazendo-me de falsas prioridades e projetos vãos, certamente.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, Pastor da minha alma, eu Te louvo e Te dou graças pois me conduzes por caminhos de liberdade. Confiante, contemplo e adoro.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Aceito Cristo como Pastor e Porta de salvação ou sigo outros guias?
- Acomodo-me, em vez de arriscar os caminhos novos do Evangelho?
- Para os que me estão confiados, sou pastor ou salteador, porta ou barreira?

UM PENSAMENTO
“A porta da felicidade abre só para o exterior; quem a força em sentido contrário acaba por fechá-la ainda mais”. (Soren Kierkegaard)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de reconhecer e seguir a voz de Deus, cada dia.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Confinado, temeroso, permaneço.
Não sei se do mundo ou de mim.
Mas tudo isso, a quem importa!?

Inconformada, Tua voz me chama.
Nomeado, do temor me resgata
com todo o amor que comporta.

Numa brecha de luz, a liberdade
esgueira-se, entreabrindo o céu,
promessa de futuro que suporta.

Reconheço quem à minha frente
desbrava caminho de esperança:
por Ti seguirei. Tu és minha porta.

UMA CANÇÃO
Rivers & Robots – Shepherd of my soul

  • Visualizações: 715