Primavera 66 - NICOLA D'ONOFRIO

NICOLA D'ONOFRIO nasce na Itália, em Villa Magna, no dia de 24 de março de 1943.NICOLA DONOFRIO
Educado religiosamente, destaca-se cedo pela sua diligência, bondade e disponibilidade para com os outros. Desafiado por um sacerdote da Ordem de São Camilo, pondera a vocação consagrada e sonha formar-se como Camiliano, em Roma. Essa ordem dedica-se especialmente ao cuidado dos doentes e necessitados. Os pais, porém, opõem-se a tal projeto. Sendo ele o filho mais velho, o pai precisava dele para trabalhar no campo. A mãe prefere que ele entre no seminário diocesano, na cidade vizinha de Chieti. As tias, entretanto, tentaram “suborná-lo” prometendo-lhe ser o herdeiro único da família. Mas a perseverança de Nicola foi mais forte. Um ano depois obteve a permissão.

Já no seminário, e apesar de nova pressão do pai para que regresse a casa, Nicola conserva um espírito alegre e bem-humorado, expressão da alegria interior que possuía. O amor ardente por Jesus Eucarístico e o exemplo de São Camilo foram sua força.
Em final de 1962, detetam-se os primeiros sinais de um teratoma-sarcoma, doença que o levaria à morte. O pulmão direito está completamente afetado. Diante do Santíssimo, Nicola não perde o sorriso. Intensifica a oração, a meditação e a escuta. Seus superiores, esperando um milagre, enviam-no em peregrinação a Lourdes e Lisieux. Nicola obedece, mas pede apenas docilidade para cumprir a vontade de Deus. Antecipam-se os seus votos perpétuos.
Os últimos dias são de terrível e contínuo sofrimento. Apesar dos momentos de sufoco, mantem-se sereno, não deixando espaço ao desespero.
A 12 de junho de 1984, Nicola falece com 21 anos.
Ainda que breve, sua vida é um modelo para os jovens, através do seu testemunho de alegria e serviço, na entrega diária de fidelidade e amor a Jesus em todas as circunstâncias.

  • Visualizações: 366