Pentecostes (A)

O MELHOR DOM8 PENTECOSTES A

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Jo 20,19-23.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

É a tarde do dia de Páscoa. Os discípulos vivem escondidos, receosos. Jesus, ressuscitado, aparece no meio deles. Dá-lhes a sua paz, uma missão e o Espírito Santo.

2. O que me diz Deus
- Que pensamentos e sentimentos despertam em mim esta passagem?
Como os apóstolos, sem Jesus, fecho-me pelo medo. Para o Ressuscitado não existem barreiras. Como outrora, sua Presença cura a paralisia do temor. Insiste no dom da paz. Devolve a alegria. E vai mais além: renova a confiança em cada um, desafiando a prosseguir a missão que Ele recebera do Pai. Para tamanha tarefa, Ele dá o maior dom divino: o Espírito Santo. Sopra sobre nós, como que recriando uma nova humanidade. Só assim nos tornamos Igreja que vence o medo pela esperança. Só assim revivo.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, tal como os teus discípulos, permaneço fechado, com medo. Agora, como outrora, continuas a estar presente, bem no meio da minha existência. Apresentas os sinais da tua vitória: as tuas feridas falam de amor fiel. Que dizem as minhas cicatrizes?
Desejas-me paz, a tua paz. É ela que cura toda a insegurança. Ela devolve-me à alegria, tão necessária para retomar o caminho do quotidiano. Este será moldado pela consciência da minha pequenez e pela confiança na tua grandeza.
Como o Pai Te enviou, assim me reenvias agora. Queres que eu seja sinal de perdão. Contemplando as marcas do teu amor, olho para as minhas feridas. ConTigo, saberei retirar delas a lição necessária: de qualquer mal ou sofrimento, brota o apelo por um gesto de amor maior. Por isso, sopra sobre mim e concede-me, de novo, o teu Espírito. Com Ele, serei capaz disto e muito mais!

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, és a fonte da paz e alegria, novo horizonte quando vacilo Em Ti confio. Agradeço teu maior dom: o teu Espírito. Por meio d’Ele, louvo e contemplo.

Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Peço a Deus o seu maior dom, o Espírito Santo?
- Qual a minha relação com o Espírito Divino?
- Invoco o Espírito Santo na hora de tomar decisões, de preparar e realizar tarefas?
- Reconheço e agradeço ao Espírito de Deus a sua ação em mim?

UM PENSAMENTO
“Apenas aquele que se abre ao Espírito Santo pode conhecer a alegria do Amor que consiste em dar tudo e para sempre.” (Joseph Ratzinger)

UM DESAFIO
Pedir a Deus o seu maior dom: o Espírito Santo.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Sopra sobre mim,
Vento Indomável e irresistível.
Derruba barreiras e preconceitos
que me enclausuram de medo,
desperta a audácia entorpecida.

Sopra em mim,
ventila minhas brasas dormentes
Brisa sob escombros de memórias.
Incendeia anseios desaprendidos,
reaviva em mim o alento divino.

Sopra através de mim,
Hóspede do templo que formaste,
Palavras de fogo que tudo recriam.
Respiração e pulsar divinos, em mim
faz-me ser na liberdade e plenitude.

UMA CANÇÃO
Gen Rosso – Busco Tu presencia

  • Visualizações: 1083