XXXI Domingo comum (C)

UM ENCONTRO QUE TRANSFORMA31 COMUM C

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Lc 19, 1-10.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

Zaqueu, chefe dos publicanos, quer ver Jesus que passa pela sua cidade. No final, é Jesus que se faz convidado seu. Esse encontro transforma-o, trazendo-lhe a salvação.

2. O que me diz Deus
- Que me faz pensar e sentir este episódio evangélico?
Por curiosidade, ou algo mais, Zaqueu esforça-se para ver Jesus. Expõe-se ao ridículo, mas não desiste. Jesus, entretanto, aproxima-se da sua missão e meta (dar a vida em Jerusalém). O encontro entre ambos só podia resultar em salvação. É desejo de Jesus e necessidade de Zaqueu. Os que murmuram ficam fora dessa salvação. A alegria de acolher Jesus transforma-o. A mudança interior expressa-se em decisões exteriores. O olhar do Mestre provoca nele um olhar novo. Não precisa mais acumular, mas dar. Dar-se.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, com que olhos vejo a minha vida, os acontecimentos, os outros? Os que me são caros… e os que me são distantes, os diferentes, de quem desconfio, de quem não me aproximo, mas que julgo, invejo, critico… Como os olhas Tu? Ensina-me!
E como olho para Ti!? Que passos dou por Ti? É por mera necessidade, ou algo mais!? Busco as tuas graças ou a tua presença? Desejo mesmo conhecer-Te? Ou contento-me com a imagem que formei de Ti, em tempos da catequese? Faz-me procurar-Te!
E como me olhas Tu, Senhor? Se me vês como olhaste Zaqueu, então sei que não me julgas. Conheces tudo de mim: minhas falhas, limitações, fracassos e pecados. Se vens procurar e salvar o perdido, então sei que acreditas no melhor de mim, apesar de também eu ser “pequeno” diante de Ti. Renova meu olhar e terei vida nova.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, para Te ver é preciso encontro. E és Tu quem me achas, esteja eu onde estiver. Por essa graça, Te louvo, contemplo e adoro.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Dou demasiada importância ao olhar dos outros sobre mim?
- Procuro “achar” Deus com o mesmo empenho que coloco noutros fins mais pessoais?
- Deixo-me encontrar e tocar por Deus? Permito que a sua Palavra transforme a minha vida?

UM PENSAMENTO
“Deus nos inventa cada dia com a nossa colaboração.” (Emmanuel Mounier)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de me deixar encontrar e renovar por Deus.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Curioso ou carecido, quis ver-Te
mas a multidão apequenou-me.
Encolheu-me o ser, não o querer.
De mal-amado a bem-desprezado
quanto Zaqueu por aí mal-olhado!?

Não serão outros a ditar meu viver.
Corri e subi, de tão baixo a mais alto
mas, acima dos outros, achei-me só.
Então chegaste Tu, com o teu olhar.
Sem julgar nem acusar, salvaste-me.

De baixo acima, como quem ajoelha,
viste-me e hospedaste-me no pedido
– “Eu hoje devo ficar em tua casa!”
Porque só em Ti me reencontrei,
salvo e livre, posso dar… dando-me.

UMA CANÇÃO
Hillsong Worship – Broken Vessels (Amazing Grace)

Podcast:

  • Visualizações: 216