V Domingo de Páscoa (C)

O MAIOR SINAL5 PASCOA C

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Jo 13,31-35.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

Após lavar os pés aos discípulos, Jesus anuncia a hora da sua glorificação. Entretanto, confere-lhes um mandamento novo: que se amem uns aos outros, como Ele os amou.

2. O que me diz Deus
- Imagino-me entre os discípulos, escutando Jesus. Que experimento?
Antes de ser preso e condenado à cruz, Jesus expressa a sua última vontade: “Amai-vos uns aos outros”. Mas não de qualquer maneira: “Como eu vos amei”, isto é, dando tudo. O desafio é grande. São palavras de despedida, em jeito de testamento. É uma herança que recebo d’Ele e à qual devo corresponder, cada dia, com todos e em qualquer circunstância. É assim que me reconhecerão como seu discípulo. Tamanha responsabilidade! Só os amados sabem amar. Dá-me firmeza saber que sou um deles.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, tua glória foi fazer a vontade do Pai. A minha será ser fiel à tua Palavra. Mas, confesso, demasiadas vezes busco glória por outras paragens. Desligado de Ti e centrado em mim, só colho brilhos efémeros. De tão frios, não chegam a aquecer-me a alma. Então, reaviso-me e regresso a Ti.
Receio ser capaz de amar como Tu. Se não correspondido, canso-me de perdoar, acolher, acompanhar. Desejo, prometo, proponho-me. Infalivelmente, traio, tropeço, deixo a meio. Como posso amar como me amas!?
Envergonhado, finalmente calo as lamentações e percebo tua voz: É o teu amor que me reergue e desafia a recomeçar, hoje, aqui. Como quem leva uma cruz ao calvário. Como quem experimenta glória amando.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, a tua fidelidade ao Pai é a garantia de amor capaz de entrega. Em Ti confio para tentar fazer o mesmo. Agradeço, louvo e contemplo.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- O que me distingue como cristão?
- A que causas entrego minha vida?
- Meu jeito de amar reproduz o amor de Cristo por mim?

UM PENSAMENTO
“O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá.” (Santa Teresa de Calcutá)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de amar como Jesus me ama.

UMA ORAÇÃO-POEMA

De mim não esperas
o “quanto”
possa amar,
mas o “como”
me saiba dar.
Eu, tão sem jeito,
tenho de aprender
esse Teu jeito
de não temer ser
o sinal maior
do outro amar,
com o melhor
de Ti em mim.
Somente assim
me reconhecem teu,
por viver o bem-querer
tendo-o por distintivo.

UMA CANÇÃO
For KING & COUNTRY – By our love

Podcast:

  • Visualizações: 280