I Domingo do Advento (C)

CORAÇÃO VIGILANTE1 ADVENTO C

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Lc 21,25-28.34-36.
- Sublinho e anoto o mais significativo.

Prevendo tempos difíceis, Jesus encoraja seus discípulos: “Erguei-vos e levantai a cabeça”. E, para que não sejam surpreendidos, alerta-os: “Vigiai e orai em todo o tempo.”

2. O que me diz Deus
- As palavras de Jesus são para mim. Que me fazem sentir?
O discurso apocalíptico do Evangelho reflete os medos e a incerteza dos primeiros cristãos, perseguidos. Os afazeres, preocupações e desafios diários evidenciam também a minha vulnerabilidade. Podem tornar “pesados” o coração e a mente. Por isso, as recomendações de Jesus são, hoje, para mim. Neste Advento, é de cabeça levantada que devo enfrentar os obstáculos e dificuldades. E é vigilante, através da oração, que me mantenho desperto para reconhecer e seguir os sinais de Deus no meu quotidiano.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, um Advento mais me é dado a viver. Como será ele!? Cairei no frenesim de correr atrás de “oportunidades imperdíveis” ou terei a sabedoria de discernir, por entre falazes brilhos, a tua Luz? Ajuda-me a viver de mente desperta.
Tantos compromissos e tarefas por cumprir tornam meu caminho pesado. De tudo querer fazer, temo confundir o essencial: habitar o meu interior. Para não me perder, desgastado, torna meu coração vigilante.
O Advento é tempo de encurtar distâncias: entre Tu e eu; entre eu e os outros; e eu do meu próprio coração. Quero fazer deste tempo caminho, trilhado de passos diários, atento a Ti, aos outros, a mim mesmo. Capacita o meu desejo de encontro.
Possa eu esperar, ativamente, a tua vinda!

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, vens continuamente até mim, domiciliar-Te na minha vida. Quero acolher-Te com coração grato para Te louvar, contemplar e adorar.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Que situações/acontecimentos tornam pesado meu coração?
- Reconheço os sinais de Deus no meu quotidiano?
- Como viverei este tempo do Advento?

UM PENSAMENTO
“A mais grave epidemia moderna é a superficialidade.” (Raimon Panikkar)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de um coração vigilante e confiante.

UMA ORAÇÃO-POEMA

De coração carregado
em mim reconheço
a inquietude dos dias.
De adversidade
tempera-se o tempo.

De coração reerguido
observo, desimpedido,
além da neblina dos dias.
De advertência
assinalo este tempo.

De coração vigilante
aguardo por Te saber
a chegar, nos meus dias.
De Advento
habito o meu tempo.

UMA CANÇÃO
For King & Country – Fix my eyes

Podcast:

  • Visualizações: 520