V Domingo da Páscoa (B)

UNIDOS, DE FACTO5 PASCOA

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente Jo 15, 1-8.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
Jesus apresenta-se como a verdadeira videira. Convida-nos a permanecer unidos a Ele, a fim de darmos muito fruto. A fecundidade depende dessa comunhão íntima. Os ramos sem fruto são, em consequência, podados.

2. O que me diz Deus
- Que me sugerem as palavras de Jesus. Que sinto?
Jesus insiste no verbo “permanecer” como condição necessária para ser fecundo. É na relação com Ele que a minha existência ganha vida em plenitude. Jesus é a videira, nós os ramos e o Pai o agricultor. Sem a videira, os ramos não têm vida. Se estes não forem podados, tampouco darão fruto, abundante e de qualidade. Ser cristão exige uma experiência vital de Cristo. Sem isso, não passo de ramo seco. Que frutos dou? São eles que dizem a qualidade da minha relação com Deus.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, nem sempre permaneço em Ti. Separado da videira que Tu és, meus pensamentos, atos e palavras tornam-se estéreis. Não produzem alegria, esperança ou fé, nos outros e tampouco em mim. Sarmento murcho, preciso ser limpo. Vara seca, necessito ser podado. Assim purificado, poderei dar mais fruto. Melhor fruto.
Minha fé não pode ser mera opinião subjetiva, sentimento, tradição ou moral tranquilizante. Só se autentifica na relação viva e consciente. É de Ti que recebo força e luz. É de Ti que aprendo a amar e concretizar atos de entrega. É por Ti que cresço e me realizo.
Fora de Ti, meu amor é frágil e pouco fiel. Por isso, preciso permanecer em Ti e deixar que tua Palavra faça em mim morada e produza fruto necessário.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, tua glória é que eu dê muito fruto. Na tua alegria encontro motivação para permanecer em Ti. Assim Te louvo e agradeço. A Ti contemplo e adoro.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Meu coração e mente permanecem em Deus?
- Como se concretiza a minha ligação a Cristo?
- Dou os frutos que Deus espera e o mundo precisa?

UM PENSAMENTO
“A fé é decidir estar com o Senhor, para viver com Ele.” (Bento XVI)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de permanecer em Deus.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Se em Ti não permaneço, desfaleço.
Cateteriza-me o mirrado coração,
desentulha-me a peca razão
e flua tua seiva por todo o ser.

Se em Ti não permaneço, esmoreço.
Irriga-me tua fonte
e hidrata de brotos meu horizonte
pois só assim poderei florescer.

Se em Ti não permaneço, pereço.
Enxertados os sentimentos
em podados sarmentos,
cachos em teus braços enlaço
por, em tua cepa, me manter.

UMA CANÇÃO
Housefires – Abide