V Domingo do Tempo Comum (B)

AGENDA DE DEUS5 COMUM B

LECTIO DIVINA – Um Roteiro

0. Preparo-me
Procuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.
Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.

1. O que diz o texto
- Leio pausadamente o Evangelho Mc 1, 29-39.
- Sublinho e anoto o mais significativo.
Desde domingo passado, seguimos a “agenda” de Jesus. Depois da manhã na sinagoga, vai à casa de Pedro onde lhe cura a sogra. Ao entardecer, atende todos os enfermos que aí acodem. Por fim, retira-se para orar.

2. O que me diz Deus
- Imagino-me a acompanhar Jesus na sua atividade. Que sinto?
O dia de Jesus começa na Sinagoga, a “Casa da Palavra”, onde se ora e se escuta Deus. Entretanto, termina a sós num lugar ermo, falando com o Pai. Pelo meio, há uma atividade intensa, mergulhado na multidão, atendendo pessoas nas suas necessidades reais. Mas tudo tem de partir e levar a Deus. Grande lição para mim que, tão facilmente, me perco entre afazeres e preocupações. Jesus ensina que é mais assertivo trabalhar com Deus. Rende mais e não cansa tanto: tudo é feito na confiança e transmite mais paz.

3. O que digo a Deus
- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).
Senhor, cada dia, renovas o convite: tomas-me pela mão e desafias-me ao serviço. Através dele, venço a tentação de me fechar no egoísmo e orgulho. Disponível e solícito, curas-me do medo de enfrentar os meus dias difíceis.
Senhor, cada dia, é convite a reencontrar-me conTigo e com os outros, na oração. Pela escuta da tua Palavra, renasces em mim. Nela, reacendes a fé e a esperança. Reanimas forças e ânimo. Abres espaço e atenção pelos outros.
Senhor, cada dia, convidas-me a anunciar-Te, em gestos e palavras. Mas o teu Reino só se evidencia no caminho. É perseverando na fidelidade ao bom, belo e verdadeiro, que Te revelas aos meus olhos. É partindo ao encontro dos outros que Te tornas presente.

4. O que a Palavra faz em mim
- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.
Senhor, vivendo o teu Evangelho descubro o sentido da existência, o caminho no qual me realizo. Mas, antes, é no encontro a sós conTigo que restauro as forças. Em tua presença, Te louvo e agradeço, contemplo e adoro.
Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.

PROVOCAÇÕES
- Confio os meus trabalhos e agradeço o meu dia a Deus?
- O que me cansa e desgasta mais? Partilho-o com Deus.
- Estou atento e disponível às necessidades dos outros?
- Reservo tempo para estar a sós com Deus?

UM PENSAMENTO
“Nenhuma pessoa é incurável se nos ocupamos dela.” (Enzo Bianchi)

UM DESAFIO
Pedir ao Espírito Santo a graça de tudo viver em Deus e para Deus.

UMA ORAÇÃO-POEMA

Delicadamente, curas
tomando a dor pela mão.
Reergues o prostrado
reacendendo no coração
a pressa do amor.

Atentamente, oras
no recôndito ermo da alma
do humano quase nada
capaz de conter o Todo
fazendo da prece o encontro.

Resolutamente, anuncias
o Reino itinerante
que da imobilidade move
pois para isso vieste
e para isso me chamas.

UMA CANÇÃO
Matt Maher – Your Grace is enough